• .
  • .
  • Edital Sema e Sec

Notícias

09/02/2024 18:50

Mais de 14 toneladas de materiais recicláveis foram coletados no primeiro dia de Carnaval

A folia está só começando, mas os números já mostram a importância do trabalho realizado pelo projeto EcoFolia Solidária, tanto na geração de renda quanto na proteção ao meio ambiente. O balanço neste primeiro dia de atuação registrou impressionantes 14.480 kg de resíduos sólidos, entre latinhas de alumínio e plásticos, coletados pelos catadores de materiais recicláveis apoiados pelo Governo do Estado.

Enquanto milhares de foliões se divertiam pelas ruas da cidade, os catadores e catadoras percorrem os circuitos coletando as latinhas de alumínio, copos e diversos produtos plásticos, com todo o suporte do projeto EcoFolia, que forneceu um kit para cada profissional, contendo equipamentos de proteção individual e fardamento. 

“Foi um excelente resultado para esse primeiro dia de Carnaval, considerando que nem todos os circuitos estão funcionando regularmente, diante dos números a perspectiva é de superar o total do ano passado que foi 143 toneladas.  Os catadores de recicláveis contam com o suporte das centrais instaladas em pontos estratégicos do circuito, onde recebem toda a orientação necessária e podem vender os materiais coletados diretamente às instituições parceiras, sem atravessadores, proporcionando melhores valores no kg dos resíduos”, explicou a diretora de Política e Planejamento Ambiental da Sema, Luana Ribeiro.

Fruto da parceria entre o Governo da Bahia e as cooperativas de reciclagem locais, o projeto está na sua 19ª edição e em 2024 trouxe para o circuito carnavalesco mais benefícios para os catadores e suas famílias. “Nesse primeiro dia concentramos as atividades no cadastramento dos trabalhadores e distribuição dos equipamentos de proteção, mesmo assim já atingimos um grande volume de resíduos. Com o apoio deste projeto do Governo temos uma estrutura adequada para a pesagem, compra e armazenamento. Aqui nas centrais eles encontram melhores valores e ainda recebem bonificação para incentivar, ainda mais, a coleta e destinação correta dos materiais coletados”, destacou Michele Almeida,  presidente da CAMAPET, uma das cooperativas parceiras do EcoFolia Solidária. 

Além da coleta de materiais recicláveis, o projeto também oferece atividades educativas, culturais e de capacitação, criando oportunidades para o crescimento pessoal e profissional dos catadores de recicláveis. 

EcoFolia Solidária 

A iniciativa é coordenada pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) em parceira com as Secretarias do Meio Ambiente (Sema), Desenvolvimento Rural (SDR) por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) e de Políticas para as Mulheres (SPM) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.