• .

Notícias

19/01/2023 18:20

Sema e Inema marcam presença no evento de apresentação do Pensar a Bahia

A Secretaria do Meio Ambiente (Sema) participou, na manhã desta quinta-feira (19), no Auditório da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), do evento Pensar a Bahia, dirigido pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan), visando tratar dos rumos de áreas estratégicas para o desenvolvimento do estado.
 
A apresentação que reuniu autoridades e gestores públicos, entre eles o vice-governador da Bahia Geraldo Jr., também contou com as presenças dos chefes de gabinete da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), André Ferraro e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Welton Rocha. Na oportunidade os primeiros resultados do projeto Pensar a Bahia, desenvolvido ao longo do ano de 2022 sob a coordenação da SEI, foram apresentados com o intuito de nortear ações governamentais e dar subsídio a políticas públicas que impulsionem o desenvolvimento baiano.

Avaliando a iniciativa como importante para nortear as ações que miram o desenvolvimento do estado, André Ferraro parabenizou os envolvidos pela conclusão dessa primeira etapa. “Saber que já temos todo o escopo inicial desse grande projeto concluído, que contou com a colaboração da Sema, deixa a gente ainda mais animados para buscar vias alternativas, com o foco principal que é a diminuição da pobreza no estado, reavaliando também o conceito econômico em termos de território baiano. Agora, após a apresentação de hoje, vamos debruçar nos temas pertinentes e pautar o desenvolvimento econômico sustentável, mirando favorecer a nossa população”, disse o chefe de gabinete do Meio Ambiente.

Pensar a Bahia – O projeto foi articulado por meio da Plataforma de Estudos Colaborativos SEIColab, acessível no endereço estudoscolaborativos.sei.ba.gov.br, com a participação de especialistas de mais de 25 instituições, incluindo órgãos estaduais, como as secretarias do Meio Ambiente (Sema), de Planejamento (Seplan), Desenvolvimento Econômico (SDE), Infraestrutura (Seinfra), Desenvolvimento Rural (SDR), Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e Casa Civil, a Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE-BA), a Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb). 

Também colaboraram representantes de instituições de ensino, como a Universidade Federal da Bahia (UFBA), a Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), as estaduais de Santa Cruz (UESC) e do Sudoeste da Bahia (UESB), a Unifacs e Fundação Dom Cabral, e importantes instituições estratégicas, como o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Associação de Engenheiros Ferroviários (Aenfer), a Associação de Usuários dos Portos da Bahia (Usuport) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.