• .

Notícias

22/10/2021 13:40

População reforça compromisso para a gestão dos sistemas de dessalinização do Programa Água Doce

Visando a continuação da sustentabilidade dos sistemas de dessalinização do Programa Água Doce (PAD), técnicos da Sema e da Car estão visitando as comunidades beneficiadas para efetuar a repactuação do acordo de gestão compartilhada. No encontro realizado na última quinta-feira (21), no povoado do Jacaré, município de Ipirá, a coordenadora do PAD na Bahia, Luciana Santa Rita, ressaltou que o acordo pactuado com os representantes de cada localidade é o principal norteador para funcionamento e sustentabilidade dos sistemas.

“É neste documento que consta todas as atribuições e responsabilidades de cada ente envolvido com a gestão do dessalinizador, que conta com a participação efetiva das comunidades e representantes das gestões municipal, estadual e federal. A repactuação é uma etapa importante do cronograma de ações do programa, pois reforça a participação da população beneficiada no conselho  gestor do sistema”, pontuou a coordenadora.

A Bahia é o estado com maior número de dessalinizadores entregues à população, 284 equipamentos distribuídos em 55 municípios do semiárido,com investimento de mais de R$ 70 milhões.O programa visa estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de qualidade para o consumo humano, incorporando cuidados técnicos, ambientais e sociais na implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização de águas salobras e salinas.

Quanto à operação do sistema, é a comunidade que define as pessoas responsáveis pelo manuseio e manutenção diária do equipamento, assim como, a criação de um fundo de reserva para fazer frente aos custos de operação (energia elétrica e remuneração do operador) e pequenos reparos.

Dorizete da Silva, moradora do povoado do Jacaré - Ipirá, falou sobre sua rotina como operadora do sistema de  dessalinização. “Fiquei muito agradecida por ter sido escolhida, pelos meus vizinhos,para essa tarefa tão importante. Nos organizamos para retirada de água em três dias da semana, para que não falte em nenhuma casa”.

Já Dinoélia Oliveira, voluntária nos trabalhos de orientação da população, relatou as mudanças na vida dos moradores com a chegada do PAD.“Ajudo organizando o momento da retirada e armazenamento da água, aqui no Jacaré todas as famílias estão bebendo desta água. Estamos muito felizes, pois antes só chegava água de carro-pipa e cisternas, que não eram potáveis, agora  temos água de qualidade todos os dias”, celebrou.

O Água Doce é coordenado na Bahia pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e tem a Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia (CERB) como unidade executora, a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) como unidade prestadora de serviços de manutenção e monitoramento, e conta ainda com a parceria do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema).

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.