• Cefir nos municípios
  • .
  • .

Notícias

24/09/2020 09:30

Diálogo sobre Planejamento Espacial Marinho reúne grandes especialistas

Em sua nova configuração, o Planejamento do Espaço Marinho (PEM) foi discutido durante o primeiro dia do II Fórum Internacional de Meio Ambiente e Economia Azul, que iniciou nesta quarta (23) e segue até sexta-feira (25). O debate promoveu a reflexão sobre a ocupação ordenada do espaço costeiro e marinho e a utilização sustentável e partilhada dos seus recursos naturais. 
O diálogo contou com a participação dos palestrantes José Maria Landim, coordenador do INCT AmbTropic - Ambientes Marinhos Tropicais; Marcelo Soares, coordenador do mestrado e doutorado em Ciências Marinhas Tropicais; Alejandro Iglesias, especialista em Programas da Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO; Humberto Alves, professor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e coordenador do Laboratório de Processamento de Imagens de Satélites (LAPIS); Helena Calado, professora do Departamento de Biologia da Universidade dos Açores; e Leopoldo Cavaleri, doutor pelo Programa Interdisciplinar em Ambiente e Sociedade no Centro de Estudos Ambientais (NEPAM). 

Durante o debate virtual, cerca de 90 participantes, entre eles, gestores internacionais, cientistas, representantes de organizações ambientais e da sociedade civil, enfatizaram a importância do acordo firmado de 2021 a 2030 na Declaração Global de Interdependência para o desenvolvimento sustentável dos 193 países membros da ONU. O palestrante José Maria Landim falou sobre o impacto atribuído às comunidades tradicionais, ressaltando os desafios enfrentados pela economia azul, como o de superar a atual tendência econômica que está degradando rapidamente os recursos marinhos. 

Já o especialista Alejandro Iglesias destacou que, por meio do uso sustentável dos recursos marinhos, como a gestão sustentável da pesca, da aquicultura e do turismo, os benefícios econômicos dos pequenos Estados insulares em desenvolvimento e dos países subdesenvolvidos aumentam. O Planejamento Espacial Marinho é um poderoso instrumento público, de cunho operacional e jurídico, indispensável para o uso compartilhado e sustentável do Ambiente Marinho, geração de divisas e de empregos, que visa garantir segurança jurídica aos investidores. 

Todo o conteúdo do Fórum ficará disponível na íntegra pela página: youtube.com.br/aircentre.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.