• Orientações Covid 19
  • .

Notícias

02/07/2020 17:40

Sema debate qualidade das praias após pandemia da Covid-19

A qualidade das praias após a Covid-19 foi o tema da live dessa semana da Secretaria do Meio Ambiente (Sema). A transmissão ao vivo desta quarta-feira (1) contou com a presença da engenheira ambiental e sanitarista, Vitória Carvalho, coordenadora da Rede Viva Mar Vivo (Redemar) e foi mediada por Eduardo Topázio, diretor de Recursos Hídricos e Monitoramento Ambiental do Inema. 

Durante o bate-papo, Vitória falou sobre a importância de desmistificar a compreensão que as pessoas têm sobre o mar. Para ela, neste período de isolamento social, a qualidade da água nas praias do litoral baiano apresentou melhoras. A engenheira ambiental destacou a importância do seu projeto, como manifesto de conscientização da sociedade com o meio ambiente, trazendo a questão do descarte incorreto das luvas e máscaras descartáveis, explicando o trajeto dos resíduos até as praias.  A convidada também ressaltou que a redução da quantidade de pessoas nas praias, deu espaço para os animais se aventurarem, lembrando o caso da tartaruga marinha que desovou na Praia da Barra. 

Na avaliação de Topázio, os impactos ambientais embora tenham diminuído, continuam e são provenientes da falta de saneamento básico e da ocupação do solo inadequado. Isso, por conta de algumas ocupações que estão situadas em bacias hidrográficas. "Existem pessoas morando praticamente dentro dos rios, o que pode ocasionar à leva de dejetos as redes pluviais, e consequentemente até o mar. Esses aspectos acabam tornando a praia imprópria para banho", ressaltou o diretor. Ele também tirou dúvidas de internautas sobre a realização do monitoramento da balneabilidade das praias da Bahia.  

Durante o debate, Topázio reforçou o pedido de fortalecimento da gestão de praias, buscando não a apropriação destes espaços, e sim o uso mais equilibrado desses ambientes.  

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.