• .
  • .

Notícias

25/07/2019 10:00

Mulheres ao volante em secretarias do Governo da Bahia

Quem nunca ouviu a frase: mulher no volante perigo constante? A afirmação machista denuncia todo o preconceito contra as mulheres como se elas fossem incapazes ou inaptas para dirigir. Na contramão do preconceito, elas pouco a pouco começam a ocupar vagas de motorista nas secretarias de Estado da Bahia. Nesta quinta-feira (25), Dia de São Cristóvão, padroeiro das (os) motoristas, a Secretaria de Políticas para as Mulheres resolveu mostrar algumas dessas profissionais que estão ao volante.

Pelo menos seis mulheres trabalham atualmente como motorista no governo, distribuídas nas Secretarias de Políticas para as Mulheres (SPM-BA), Meio Ambiente (SEMA), Desenvolvimento Rural (SDR), Relações Institucionais e na Procuradoria Geral do Estado (PGE). Na SPM-BA, as motoristas Valdinéia Nunes, 44 anos, e Raila dos Santos, 27 anos, estão na função há pouco mais de um ano.

"Não me sinto discriminada. Os colegas até elogiam! A relação com eles é estável, sem problemas, costumamos ser unidos. Agora no trânsito que é mais complicado, lá a descriminação existe?, diz Raila que pratica judô e adora dirigir motocicleta. Valdinéia Nunes, mãe de uma jovem de 20 anos, diz que os desafios na profissão de motorista são similares aos enfrentados pelas mulheres que atuam em outras áreas. "É como qualquer outra profissão, mas só vai exercer bem quem realmente gosta". Val, como é conhecida pelos colegas, trabalhava como garçonete, mas preferiu assumir o volante.

Apesar das conquistas no ambiente de trabalho, ainda é preciso combater o preconceito e a desinformação que impedem as mulheres de alcançar destaque profissional nas aéreas desejadas. Para a motorista da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), Joselma Perreira, de 43 anos, a mulher é tão profissional quanto o homem ao assumir qualquer função. "Mesmo assim, temos que provar todo dia e em dobro sobre a nossa capacidade em assumir um trabalho com responsabilidade. A luta contra o preconceito é árdua, mas muitas pessoas me parabenizam pela minha coragem de encarar essa profissão", afirma.

A titular da SPM, Julieta Palmeira, e o secretário de Meio Ambiente, João Carlos Oliveira, são entusiastas da contratação de motoristas mulheres para o quadro de funcionários. "Especialmente numa Secretaria de Políticas para as Mulheres era inconcebível não termos mulheres exercendo a função, que é tão marcada pelo machismo e preconceito", diz Julieta Palmeira. "Esperamos que essa medida administrativa possa ser replicada ainda mais para outros órgãos estaduais porque isso é um ato de igualdade e de liberdade, e o Estado tem o dever, junto com a sociedade, de quebrar esse paradigma", comenta o secretário João Carlos Oliveira.

ASCOM - SPM e SEMA

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.