• Cefir nos municípios
  • .

Notícias

04/06/2019 12:30

Bahia assina protocolo para requalificar estações de monitoramento da qualidade do ar

Monitorar o ar é observar continuamente as concentrações na atmosfera de quaisquer poluentes que afetam a sua qualidade. Com esse entendimento, o Governo do Estado da Bahia, por intermédio do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), resolveu celebrar com a CETREL um Acordo de Cooperação Técnica com vistas a qualificar a rede de monitoramento sistemático da qualidade do ar, em total consonância com as atuais tendências internacionais.

Nesse sentido, o objetivo da rede de monitoramento da qualidade do ar é avaliar continuamente as características que tornam o ar um ambiente propício ao ser humano e ao meio ambiente em geral, possibilitando observação das emissões relativas às fontes fixas e móveis.

Titular da Diretoria de Fiscalização e Monitoramento (DIFIM) do Inema, Marcos Machado comemora a qualificação das estações de monitoramento e avalia como de suma importância para população. “Considero que o monitoramento da qualidade do ar é condição básica para o estabelecimento de políticas públicas para o controle e melhoria da qualidade do ar e, consequentemente, da qualidade de vida da população”, avaliou Machado.

Atualmente a rede da CETREL conta com o monitorando continuo 54 poluentes atmosféricos em atendimento à Portaria IMA 12.064/09, no município de Salvador, com oito estações fixas e uma móvel, estando localizadas: na Paralela, Dique do Tororó, Campo Grande, Pirajá, Rio Vermelho, Av. ACM, Itaigara e Av. Barros Reis. Os parâmetros monitorados visam estabelecer às emissões relacionadas aos grandes centros urbanos, associadas, sobretudo, às emissões automotivas.

O índice de qualidade do ar – IQAr é uma escala informativa das concentrações, estabelecida pelo CONAMA 03/90. A mesma legislação estabelece ainda os padrões primários e secundários da qualidade do ar. Os padrões primários são as concentrações de poluentes que, ultrapassadas, poderão afetar a saúde da população. Já os padrões secundários de qualidade do ar, são as concentrações de poluentes atmosféricos abaixo das quais se prevê o mínimo efeito adverso sobre o bem estar da população, aos materiais e ao meio ambiente em geral.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.