• .
  • .

Notícias

27/05/2019 17:20

Encontro discute o uso de energia solar nos sistemas de dessalinização

A utilização de energia solar em sistemas de dessalinização de água foi tema de um workshop realizado em Salvador, nesta segunda-feira (27), com técnicos da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb) e de parceiros envolvidos no Programa Água Doce (PAD). O encontro ministrado pelo consultor do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Franklin Rocha, foi idealizado para oferecer uma sustentação maior a equipe técnica baiana sobre o tema.

Para a coordenadora do PAD Bahia, Luciana Santa Rita, a troca de informações como o especialista possibilita que as pessoas envolvidas com o programa comecem a compreender ainda mais como é o processo da utilização da tecnologia em todo o sistema de dessanilização. "O encontro é importante para começarmos a adquirir essa expertise e criar um diálogo para inserir essa tecnologia aqui na Bahia. Além de ser uma energia mais limpa, o uso das placas solares possibilita resolver o gargalo no interior do estado, onde a energia elétrica oscila bastante, atrapalhando a operação dos dessanilizadores nas comunidades do semiarido" explica.

Durante o workshop, o consultor apresentou alguns estudos de casos, detalhando uma revisão geral das tecnologias de dessalinização e de energia solar para ser aplicada, seja na seleção ou na instalação dos equipamentos em sistema de dessalinização. Ele também destacou a necessidade de um alinhamento tanto do governo federal, quanto dos governos estaduais e das empresas executoras do programa para que o uso da tecnologia seja exitoso. De acordo com Rocha, um dos casos positivo vem do Rio Grande do Norte, que além de ser referência pela preocupação ambiental é responsável pelo único sistema completo de dessalinização dentro do PAD adotando energia solar.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.