• Cefir nos municípios
  • .
  • Cerrado Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova

Notícias

07/12/2018 17:50

Sema participa de 1° edição da Feira de Territórios de Identidade

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) participou da 1° Feira de Territórios de Identidade, que celebra os 10 anos do Conselho Estadual das Cidades (ConCidades/BA). O evento aconteceu entre os dias 6 e 7 de dezembro, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador. Ao longo dos dois dias, a Sema realizou uma exposição com publicações que trazem conteúdos técnicos e pedagógicos para uso de educação ambiental e de um ciclo de palestras promovida pela Câmara Técnica de Saneamento Básico do Concidades.

De acordo com a Diretora de Educação Ambiental para a Sustentabilidade da Sema, Simone Figueiredo, as publicações têm a função de democratizar as informações socioambientais no estado da Bahia e estão acessíveis para download gratuito no site da Sema [clique aqui]. "O objetivo é socializar informações e envolver o público para estimular novas práticas em todo território do estado, dando suporte aos educadores e educadoras que trabalham com a temática do campo e com educação ambiental", explica.

Palestras - Em paralelo às exposições, especialistas ambientais da Sema participaram de um ciclo de palestras durante a reunião da Câmara Técnica de Saneamento Básico do ConCidades/BA.

Com o tema: Pagamento por Serviços Ambientais no Estado da Bahia (PSA), Luana Ribeira, da Diretoria de Políticas e Planejamento Ambiental da Sema, abordou questões referentes aos pagamentos ou incentivos de natureza monetária ou não monetária, decorrentes das atividades de manutenção, preservação, restauração, recuperação, uso sustentável ou melhoria dos ecossistemas. “A vantagem do mecanismo de PSA é que ele, sendo adequadamente implementado, traz uma certa justiça socioambiental, porque recompensa essencialmente os provedores dos serviços ambientais” concluiu Ribeiro.

O Gerenciamento Costeiro, Lixo Marinho e a Década dos Oceanos foi outro tema discutido. Na ocasião, foram apresentadas as principais origens do lixo marinho, com ênfase aos danos que este pode causar nas zonas costeiras e marinhas do estado. “A partir da implementação dos instrumentos do Gerenciamento Costeiro, vamos acrescentar o planejamento espacial marinho e gestão integrada da zona costeira, no combate à poluição dos nosso oceanos.", explicou o especialista em Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rosalvo de Oliveira.

A 1° Feira de Territórios de Identidade tem o objetivo de estimular o pensamento crítico e às atitudes transformadoras, reunindo expositores de diversos territórios de identidade da Bahia, que têm na sustentabilidade uma das suas diretrizes, com foco na produção artesanal e agricultura familiar; no uso de materiais não poluentes e reciclados; e na relação com a economia solidária e a inovação. O evento foi realizado no estacionamento interno das secretarias estaduais de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que dividem a realização do evento, ao lado do Conselho Estadual das Cidades (CONCIDADES) e da Secretaria de Educação (SEC).
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.