• .
  • Cerrado Bahia

Notícias

20/11/2018 18:00

Roda de Diálogo é primeira atividade da Sema e Inema na Feira da Agricultura Familiar

Na segunda-feira (26/11), a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) iniciam a programação de atividades educativas na 9ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária com uma Roda de Diálogo. O encontro acontece no Auditório da feira e vai abordar os temas Educação Ambiental e Agricultura Familiar (15h) e Programa Água Doce (16h).

A roda sobre Educação Ambiental na Agricultura Familiar, às 15h, será facilitada pela Diretoria de Educação Ambiental para a Sustentabilidade (Dieas), da Sema, e vai abordar o contexto histórico da educação ambiental na agricultura familiar, tomando como exemplo a experiência e os resultados do projeto Educação Ambiental na Agricultura familiar: Fortalecendo e potencializando a ação da juventude do campo baiano.

O projeto foi realizado em 2017, nas Escolas Família Agrícola (EFA) de Quixabeira, Rio Real e Alagoinhas, e certificou 120 estudantes rurais que tiveram formação sobre Cadastramento de Imóveis Rurais (Cefir), Elaboração de projetos, Agroecologia e Educomunicação. O principal objetivo do trabalho foi fomentar a sustentabilidade na agricultura familiar a partir de processos educativos e intervenções socioambientais que incentivaram a incorporação de práticas sustentáveis e a reflexão e transformação das relações sociais e de produção no campo.

A roda sobre o Programa Água Doce (PAD), às 16h, será facilitada pela Diretoria de Política e Planejamento Ambiental (Dippa) da Sema. O objetivo é explicar e tirar dúvidas do público sobre o programa. O PAD vem implantando uma política pública permanente de acesso à água de qualidade no semiárido baiano, com foco no consumo humano, por meio do aproveitamento de águas subterrâneas, incorporando cuidados técnicos, ambientais e sociais na implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização. Também será apresentado o reaproveitamento do resíduo da dessalinização, chamado concentrado, para plantio da planta Erva Sal.

O PAD é realizado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), coordenado na Bahia pela Sema e executado pela Cerb/SIHS. O investimento total previsto para o PAD na Bahia é de R$ 61,8 milhões, com meta de implantar 385 sistemas de dessalinização sustentável, em 67 municípios prioritários, configurando-se o maior convênio com o MMA. A primeira etapa, já concluída, executou R$ 22,9 milhões em obras de implantação e recuperação de 145 sistemas de dessalinização. Na segunda etapa, em implantação, foram licitados mais 150 sistemas de dessalinização com investimento global de R$ 27,3 milhões. Na terceira etapa, prevista para 2019/20 serão implantados mais 90 sistemas de dessalinização.

.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.