• .
  • Cerrado Bahia

Notícias

13/11/2018 13:45

Sema e Inema participam de diálogos sobre a implementação do PRA nos Estados

A Secretaria do Meio Ambiente do Estado da Bahia (Sema) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) participaram, entre os dias 6 e 9 de novembro, do II Encontro Nacional Temático do Sistema de Cadastramento Ambiental Rural (SICAR), realizado no Centro de Desenvolvimento Florestal, sede do Programa Arboretum, no município de Teixeira de Freitas, extremo sul do estado.

Organizado pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), com o apoio da agência de cooperação alemã GIZ, o evento teve por objetivos discutir as bases para a implantação do Programa de Regularização Ambiental (PRA); promover o intercâmbio de informações entre os técnicos; mapear e diagnosticar a implantação dos programas pelos estados e Distrito Federal; além de avaliar desafios e oportunidades.

No evento, a Sema apresentou os resultados do CAR/Cefir no estado da Bahia. Ao todo, a Bahia já conta com mais de 600 mil cadastros realizados, sendo aproximadamente 36 mil deles com PRA incluso, abrangendo uma área de mais de 23 milhões de hectares. A Sema e o Inema são responsáveis por 372.569 cadastros realizados (nov/2018), em um investimento da ordem de R$ 44 milhões.

O diretor de Políticas de Biodiversidade e Florestas da Sema, Murilo Figueredo, destaca que “apesar do Programa de Regularização Ambiental (PRA) ser implementado por cada Estado, é uma ferramenta que contribuirá bastante para o alcance das metas climáticas dos acordos internacionais do país”.

Ele enfatiza também a importância do PRA para que os proprietários e possuidores rurais com déficit de cobertura florestal indiquem de que forma pretendem recuperar seus passivos. “É fundamental a cooperação entre as instituições para que todos os agricultores sejam orientados tecnicamente na recuperação das áreas degradadas do seu imóvel rural” finalizou.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.