• Cefir nos municípios
  • .
  • Cerrado Bahia
  • .

Notícias

06/04/2018 20:40

Governo anuncia 2ª Etapa do Programa Água Doce na região de Vitória da Conquista

As políticas públicas do meio ambiente também estiveram na pauta do governador Rui Costa, nesta sexta-feira (6), em viagem a cidade de Vitória da Conquista para autorizar a construção de Policlínica Regional de Saúde. Na ocasião, o gestor assinou a ordem de serviço para execução da 2ª Etapa do Programa Água Doce (PAD) na região centro-sul e também entregou  3.684 certificados do cadastro ambiental rural (CAR/Cefir) para agricultores familiares dos municípios de Cândido Sales, Conquista Encruzilhada e Poções.  

“O Programa Água Doce vem melhorando a qualidade de vida de famílias do semiárido baiano, tanto no que diz respeito a qualidade do consumo da água, como na criação de possibilidades de geração de renda. Só na região centro-sul serão construídos 40 sistemas de dessalinização, com investimento de R$ 7,6 milhões, beneficiando 14 comunidades de cidades na região de Conquista", explica o secretário estadual de Meio Ambiente, Geraldo Reis. O convênio entre o Estado da Bahia e o Ministério do Meio Ambiente é o maior do Programa Água Doce. 

O   PAD estabelece uma política pública permanente de acesso à água de qualidade para o consumo humano por meio do aproveitamento sustentável de águas subterrâneas, incorporando cuidados técnicos, ambientais e sociais na implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização. A 2ª Etapa do Programa Água Doce tem como meta a implantação, recuperação e gestão de 150 sistemas de dessalinização, beneficiando cerca de 55 mil pessoas, em 48 municípios, com o investimento de R$ 27,3 milhões. 

Na  Bahia, o Água Doce é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente em parceria com o Estado da Bahia, com objetivo de implantação de 385 sistemas de dessalinização, beneficiando cerca de 200 mil pessoas, em 74 municípios, com o investimento de R$ 61,8 milhões. A coordenação, recuperação e gestão dos sistemas de dessalinização ficam a cargo da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Instituto de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Inema),  Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia (Cerb) e a sociedade civil. 

Cadastro Ambiental Rural 

Na  Bahia, o governo vem ampliando o CAR/Cefir, por meio do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (Cefir), incluindo mais informações para auxiliar a fiscalização e regularização ambiental. A complementação do cadastro realizado pelo Cefir é realizado pela Sema e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), em parceria com prefeituras e sindicatos. “Com a regularização no CAR/Cefir, que além de integrar informações para controle e planejamento ambiental, possibilita ao agricultor familiar solicitar concessão de crédito agrícola pelas instituições financeiras”, destaca Geraldo Reis.  

O Cadastro Ambiental Rural é uma ferramenta pilar da política de regularização ambiental no Brasil, e foi instituído como registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, a fim de integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, com o objetivo de compor uma base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.