• Cefir nos municípios
  • Educação Ambiental para a Juventude do Campo
  • .

Notícias

10/11/2017 20:00

Projeto Cerrado realiza cercamento de nascentes nas bacias do oeste da Bahia

No período de outubro a dezembro, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) vem intensificando o cercamento de nascentes e estabilização de voçorocas em comunidades rurais de agricultores familiares nas Bacias dos Rios Corrente e Grande no oeste da Bahia. As ações aconteceram nesta semana (de 7 a 9/11), envolvendo as comunidades de Riacho do Meio e Desterro, em Cocos, e no povoado de Tatu, na cidade de Correntina. Neste sábado (11) e na próxima terça-feira (14) a ação de cercamento de nascentes acontecerá, respectivamente, na comunidade Rio Branco, em Riachão das Neves, e nas cidade de Coribe e Jaborandi.

De acordo com o coordenador geral do Projeto Cerrado e diretor da SEMA, Murilo Figueredo, a equipe técnica atua diretamente nas comunidades rurais de agricultores familiares em parceria com as prefeituras, sindicatos rurais, movimentos sociais e associações ou cooperativas. "Entregamos o material para início da construção da cerca e as ferramentas para as nascentes e matas ciliares nas comunidades rurais de Riacho do Meio e Desterro em Cocos, e a comunidade do Tatu em Correntina. Ao longo das próximos dias teremos material em 17 comunidades rurais de agricultura familiar, assentamentos rurais e fechos de pasto do oeste. Nossa meta é iniciar o plantio de sementes e mudas nessas aéreas até o final de novembro após o cercamento, tendo em vista o início das chuvas na região."

O cercamento de nascentes e estabilização de voçorocas são ações integrantes da estratégia de revitalização de microbacias do Projeto Cerrado, que compreende além do cercamento de 200 km em áreas de preservação permanente (APP), estabilização de 10 voçorocas, a realização de oficinas práticas voltadas para a temática da restauração e do meio ambiente. O Projeto também prevê intercâmbios para conhecimento de experiências exitosas com agricultura sintrópica, educação ambiental, sensibilização, orientação técnica, implantação de viveiros, utilização de maquinário de baixo impacto no manejo do solo e a restauração florestal produtiva por meio da implantação de sistemas agroflorestais (SAF).

Para a diretora de Educação Ambiental da SEMA, Zanna Matos, a troca de experiências e capacitações proporcionam que as comunidades desenvolvam habilidades para a restauração florestal de áreas degradadas por meio de atividades de identificação, colheita, beneficiamento, armazenamento, quebra de dormência de sementes de espécies nativas do cerrado , além das técnicas de restauração".

O investimento do Projeto Cerrado na estratégia de revitalização de microbacias é da ordem de aproximadamente R$ 4 milhões, com atividades iniciadas em 2016 e no cadastramento gratuito do Cefir para pequenas propriedades rurais de até 4 módulos fiscais, os sete contratos somam R$ 5.656.410,62 entre os anos de 2015 e 2017 com o total de 28.580 agricultores beneficiados.

São beneficiadas pela ação as comunidades rurais de Correntina (Brejo Verde, Salto, Tatu e Itapicuru), Jaborandi (Boca Negra), Coribe (Laranjinha, Molho e Melancia), Cocos (Riacho do Meio, Desterro, Tamanduá, Salobro e Poços), São Desidério (Almas), Barreiras (Val da Boa Esperança), Riachão das Neves (Assentamento Rio Branco) e Formosa do Rio Preto (Malhadinha).

PROJETO CERRADO

Projeto Cerrado atua desde 2015 em duas componentes, Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (Cefir) e Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, nos municípios de Correntina, Jaborandi, Cocos, Coribe, São Desidério, Luís Eduardo Magalhães, Barreiras, Riachão das Neves, Formosa do Rio Preto, Santa Rita de Cássia e Mansidão. O Programa é fruto do Acordo de Doação, firmado entre Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) e a Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem), com o aporte de recursos provenientes do Fundo Fiduciário de Mitigação das Mudanças Climáticas no Cerrado Brasileiro, constituído por meio de doação do Department for Environment, Food and Rural Affairs (Defra), órgão do Reino Unido.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.