• Cefir nos municípios
  • Banner Recadastramento do Servidor
  • Educação Ambiental para a Juventude do Campo

Notícias

13/06/2017 09:50

Estudantes aprendem a produzir sabão reutilizando óleo de cozinha

Os estudantes do Colégio Estadual Manoel Benedito Mascarenhas, localizado em Muritiba (141 km de Salvador), aprenderam a produzir sabão ecológico com o reaproveitamento do óleo de cozinha. A ação sustentável voltada para a Educação Ambiental e, também, para a geração de renda, está relacionada ao projeto estruturante Juventude em Ação, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, na qual a escola participa.

A professora de Geografia, Alexandra Santana Vieira, fala sobre os impactos do óleo de cozinha no meio ambiente. “A ação é muito importante, pois visa a conscientização ambiental na comunidade escolar. A prática da saponificação é uma alternativa viável de reaproveitamento do óleo de cozinham, que contribui para a preservação do meio ambiente e, também, uma forma de obter renda. O óleo, quando descartado de forma aleatória, provoca sérios impactos ambientais, como contaminação do solo e da água”, destaca a educadora.

Segundo o estudante Vitor Manoel de Jesus, 16, 3º ano, uma simples ação pode fazer a diferença. “É preciso que as práticas sustentáveis comecem a partir da nossa própria casa para ajudar a diminuir os prejuízos no meio ambiente. O óleo de cozinha, que iria poluir, se transforma em algo útil e que gera economia em casa por evitar gastos com sabão industrializado”, afirma.

Jussara Barreto, 17, 3°, conta que vai multiplicar o que aprendeu para outras pessoas. “Devemos buscar meios para garantir que as futuras gerações tenham acesso aos recursos naturais, por isso, vou ensinar meus amigos, familiares e pessoas da comunidade como fazer o sabão em suas casas”, diz a estudante.

Como fazer:

Ingredientes
5 litros de óleo de cozinha usado
1 litro de água morna
1 kg de soda cáustica

Dissolva a soda na água e adicione o óleo mexendo sem parar por até 40 minutos até engrossar. Após isso, coloque a mistura na forma plástica envolvida com saco plástico para lixo e deixe descansar por 15 dias. Corte as barras e, após 10 dias, o sabão já pode ser usado para lavar os utensílios domésticos.

Fonte: Ascom / Educação Bahia.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.